• Bianca Ladeia

Vamos falar sobre etiqueta e bons modos?

Atualizado: 8 de Out de 2019


Como tudo na vida, a tecnologia trouxe pontos positivos e negativos para o nosso dia a dia. A facilidade de comunicação que temos hoje, sem precisar sair de casa, está causando um efeito contrário na comunicação pessoal, cara a cara.


As pessoas têm tido, cada vez mais, dificuldades e dúvidas quando precisam participar de eventos formais, reuniões, casamentos ou até mesmo simples encontros e jantares.


Nas gerações passadas, exatamente pela falta de e-mails, telefones e ferramentas tecnológicas de comunicação que possuímos hoje, as pessoas tinham um contato maior e se visitavam com mais frequência. Por esse motivo, sabiam conversar e se portar de maneira educada em diversos ambientes. Fato que hoje, por mais estranho que pareça, não é tão fácil para os jovens.


Claro que as regras de etiqueta foram adaptadas para o século XXI, mas ao contrário do que alguns preferem acreditar, a etiqueta não é imposta como um conjunto de normas rígidas e sem sentido, ela facilita a vida e o convívio das pessoas, já que é baseada em princípios do bom senso, educação, naturalidade e afetividade.


Gestos simples de educação nunca saem de moda e nem são antiquados. Pessoas que acham que educação e gentileza são atitudes chatas e sem importância precisam certamente rever conceitos. Respeitar o limite do outro, além de demonstrar bom senso, é inteligente. E mesmo o bom senso sendo um termo amplo, acredite que todos temos e ele não falha quando você aprende a confiar nele.


Quando a situação for muito nova ou desconhecida, fora do seu contexto habitual, não se sinta envergonhado ou constrangido de perguntar e tirar dúvidas. Isso não é mal educado e normalmente as pessoas têm muito prazer em ajudar. Afinal, ninguém é obrigado a saber tudo. Aja com naturalidade.


Sempre preste atenção ao bem-estar dos demais. Sabe aquela frase que todo mundo já ouviu em algum momento da vida? “Não faça aos outros o que não gostaria que fizesse a você”? Essa frase é perfeita e irá ajudar a não errar, no sentido de perceber se a outra pessoa está confortável, sendo bem atendida ou recebendo atenção. Em um cenário onde as pessoas estão sempre com pressa, esse tipo de gentileza é preciosa e admirada.


É claro que alguns momentos e lugares pedem um comportamento mais específico e é necessário prestar mais atenção ou realmente possuir conhecimento para não cometer uma gafe. Conhecimento esse que pode ser adquirido pela educação recebida ou mesmo em cursos de boas maneiras.


Mas qual a real utilidade da etiqueta? Bons modos e etiqueta são diferenciais em todos os ambientes sociais ou profissionais. Pessoas que têm qualidades como atenção, educação e gentileza são pessoas muito mais atraentes para se conviver. Transitar com elegância em qualquer ambiente e se relacionar bem com pessoas de diferentes hierarquias, culturas, posições sociais e financeiras é admirável e torna a vida muito mais agradável e fácil, abrindo portas e diversas oportunidades. 

1 visualização

Bianca Ladeia 2019 - Todos os direitos reservados. CNPJ 127653250001-44

Rua Ministro Orozimbo Nonato, 442. Sala 1107. Nova Lima -MG