• Bianca Ladeia

O que de fato é uma consultoria de imagem?

Atualizado: 9 de Out de 2019



O primeiro julgamento que qualquer pessoa faz sobre um indivíduo e que fazemos dos outros é o visual. Não temos currículo e habilidades estampadas. Sendo assim, a única coisa que apresentamos inicialmente para alguém é a nossa aparência.


Aprender a usar a imagem de forma assertiva é essencial. Imagem é comunicação não verbal. Apresentamo-nos para as pessoas antes mesmo de dizer qualquer palavra. Se a imagem passa credibilidade e agrada, o contato já será mais fácil. Por isso, aprender a mostrar quem de fato você é, através da sua imagem, é tão importante e abre inúmeras portas.


Distinto da consultoria de moda, o trabalho de consultoria de imagem é realmente uma construção inteligente da imagem. Um trabalho de autoconhecimento, autodesenvolvimento e resgate de autoestima que transforma vidas.


“A consultoria de imagem mudou minha vida. É um trabalho de autoconhecimento milagroso. Depois de 47 anos, me olho no espelho e parece que acabei de ser apresentada pra mim mesma. Hoje eu sei quem eu realmente sou e quero ser de agora em diante”, diz Júlia Lima, professora universitária.


O processo de construção de imagem tem sete etapas:

Análise de Estilo: estudo minucioso da personalidade do cliente, preferências, lugares que frequenta, pessoas com quem convive, planos e projetos futuros para entender qual ou quais são os estilos adequados. Afinal, roupa não é figurino! Personalidade e estilo precisam estar sempre alinhados.


Análise Corporal: conhecer e entender proporções corretas do corpo é fundamental para não errar na escolha das roupas.


Análise Facial: proporções faciais determinam o melhor corte de cabelo, acessórios e armações de óculos para cada tipo de rosto. Além da maquiagem apropriada e formato da barba.


Análise cromática: cores em tons errados valorizam imperfeições no rosto, como olheiras, papadas, dentes amarelados e linhas de expressões.

Limpeza do guarda-roupa: sessão de aprendizado sobre o que é de fato necessário no guarda-roupa. Todas as peças que não valorizam a silhueta, estão velhas ou ultrapassadas e não alinhadas com o estilo da pessoa são retiradas.


Personal shopper: aprender a fazer compras de forma correta e objetiva para evitar desperdício de tempo, energia e dinheiro.


Construção de looks: com as novas peças adquiridas e as peças antigas, essa é a fase onde o cliente aprende a criar as produções possíveis, combinar cores e estampas, usar acessórios e entender o que usar em cada ambiente e evento. 

0 visualização

Bianca Ladeia 2019 - Todos os direitos reservados. CNPJ 127653250001-44

Rua Ministro Orozimbo Nonato, 442. Sala 1107. Nova Lima -MG