• Bianca Ladeia

Moda Necessária

Atualizado: 9 de Out de 2019


Sempre que vou dar dicas de moda, sinto a necessidade de primeiro expor o que penso a respeito. Moda, para mim, vai muito além de tendências, marcas, cores e combinações. Percebo cada vez mais o quanto o significado da palavra moda mudou.


O quanto moda deixou de ser um assunto fútil e sem importância. Acho difícil alguém dizer que vive totalmente imune a ela, até mesmo aquelas pessoas que adoram dizer que têm aversão à moda.


A minha definição é muito simples. Moda, para mim, nada mais é que comunicação.

Você já deve ter ouvido isso antes, muitas pessoas usam essa definição. Mas você entende quando alguém diz que moda é comunicação?


O que você pensa quando abre o armário para escolher uma roupa? Como a Cris Guerra citou em determinado texto, você já parou para pensar que você é o seu próprio estilista?


A escolha de uma roupa é baseada em vários aspectos. Os compromissos do dia, os ambientes frequentados, as companhias, o conforto, o humor, a imagem que quer passar e por aí vai.


“A imagem visual que você transmite nos primeiros dez segundos a uma pessoa que o vê pela primeira vez é o suficiente para que ela tire todas as primeiras impressões sobre você. Estudos indicam que 55% da primeira impressão que as pessoas têm de você é baseada em sua aparência, 38% em seu tom de voz e 7% no que você diz, demonstrando assim que somos totalmente visuais”.


Felizmente ou infelizmente, você pode ser o melhor no que faz (não se sustenta uma imagem sem conteúdo), mas se sua aparência não for aprovada, se você não passar uma imagem positiva, de credibilidade, você terá muito mais dificuldade para provar que é bom. Isso é cruel? Talvez. Mas como citei, somos criaturas totalmente visuais, precisa-se acreditar no que se está vendo.


A forma como você se veste comunica às pessoas o seu estilo, a sua acessibilidade, o que você pensa e, possivelmente, o que você quer. O carinho com que você cuida da sua aparência diz tudo sobre você. A vida das pessoas, quando elas aprendem a criar e trabalhar a própria imagem de maneira adequada, muda. Muda para muito melhor.


Sabe por quê? Porque pessoas com autoestima bem trabalhada e elevada são mais felizes, mais confiantes, mais seguras e mais independentes. Com isso, tanto na vida pessoal, quanto profissional, tudo flui de outra maneira. Não existe melhor terapia do que se olhar no espelho e confiar no que está vendo.


Então devemos ser escravos da moda? Não. Devemos usá-la a nosso favor, de acordo com o estilo de cada um. Adequação é uma boa atitude. Adequar à moda com o seu estilo pessoal, estilo de vida, tipo físico, personalidade.


Afinal, sentir-se bem e feliz só torna a vida mais fácil!

3 visualizações

Bianca Ladeia 2019 - Todos os direitos reservados. CNPJ 127653250001-44

Rua Ministro Orozimbo Nonato, 442. Sala 1107. Nova Lima -MG